Eraldo Peres/AP
Eraldo Peres/AP

Janaina Paschoal chora e pede desculpas a Dilma por ter causado sofrimento

Advogada de acusação do processo de impeachment da presidente afastada afirmou, porém, que fez o que deveria fazer

Igor Gadelha e Rachel Gamarski, O Estado de S. Paulo

30 Agosto 2016 | 11h58

BRASÍLIA - Uma das autoras do pedido de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, a advogada Janaina Paschoal chorou e pediu desculpas à petista durante discurso no Senado Federal na sessão de julgamento final do impeachment desta terça-feira, 30.

“Finalizo pedindo desculpas à senhora presidente. Não por ter feito o que fiz, mas por eu ter lhe causado sofrimento. Mas sei que a situação que está vivendo não é fácil. Muito embora não fosse meu objetivo, causei sofrimento”, afirmou a advogada.

 

Janaina pediu que Dilma entendesse o que ela fez. “Peço que ela um dia entenda que eu fiz isso também pensando nos netos dela”, afirmou a advogada, que, mais cedo, tinha reconhecido é que “muito difícil” apresentar um pedido de impeachment contra uma mulher.

A fala de Janaina ocorre um dia após Dilma ir pessoalmente ao plenário do Senado prestar depoimento. Em sua fala, a petista afirmou que não há base legal para pedir sua saída da presidência e se disse vítima de um “golpe” parlamentar.

Mais conteúdo sobre:
Impeachment Dilma Rousseff

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.