Marilia Cabral/Globo
Marilia Cabral/Globo

Huck fala do Agora! no Faustão e movimento recebe 1,3 mil inscrições em um dia

Participação fez 'bombar' redes sociais do movimento; no mesmo programa, apresentador não descartou sua candidatura

Marianna Holanda, O Estado de S.Paulo

09 Janeiro 2018 | 19h18

Desde que o apresentador Luciano Huck declarou que faz parte do movimento Agora! em rede nacional, no último domingo, o grupo recebeu 1,3 mil novos pedidos de inscrição - fatia que representa 26% do total de inscritos no ano passado, em pouco mais de 24 horas. 

Apesar de pequeno, hoje funcionando com pouco mais de 90 pessoas, o grupo viu com bons olhos a "onda de atenção", como chamou o coordenador Leandro Machado. "Com relação ao Luciano Huck ter nos citado diretamente em um programa de TV, nós só vemos isso com bons olhos e como oportunidade de “furar a bolha”, e fazer com que a mensagem de que os cidadãos comuns precisam participar da administração do país, chegue às classes mais populares", afirmou.

Durante o programa do Faustão, da TV Globo, Huck disse ter muito orgulho em fazer parte do Agora! e esclareceu que é aberto, “quanto mais plural for, melhor”. O site do movimento recebeu, desde então, 3,2 mil visitas únicas, cerca de 15 vezes mais a média de 211 acessos por dia, em 2017, segundo dados do próprio movimento.

Nas redes sociais do Agora!, o efeito foi imediato: internautas deixaram mensagens de apoio e “encanto” ao movimento. “Acabei de ver o apresentador Luciano falando no programa do Faustão, já participei da política mas nenhum partido me agradou tanto quanto este movimento. Vejo que este grupo tem tudo o que procuramos para ter o País melhor. Tou dentro”, disse um seguidor. Ainda segundo o grupo, foram 2,7 mil novos seguidores apenas no Facebook.

O apresentador comentou, em diferentes momentos, a situação política brasileira, em que os partidos estariam “derretendo”, mas não descartou ser candidato nas eleições.  "O que o destino e o que Deus esperam para mim vou deixar rolar", disse. Seu nome vinha sendo aventado desde o ano passado, quando ele publicou um artigo em um jornal afastando essa possibilidade.

 

Mais conteúdo sobre:
Luciano Huck

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.