1. Usuário
Assine o Estadão
assine

'Guerra é guerra', diz vice-líder do governo sobre CPI

ERICH DECAT - Agência Estado

01 Abril 2014 | 15h 49

O vice-líder do governo na Câmara, Henrique Fontana (PT-RS), afirmou nesta terça-feira, 1º, que a bancada do PT na Casa lutará contra a instalação da CPI da Petrobras. "Nossa bancada está decidida a lutar contra a CPI, com todos os mecanismos que estiverem ao nossa alcance", disse o deputado, que deixou há pouco a reunião da bancada de deputados federais do PT.

O deputado não quis revelar quais seriam esses mecanismos. "Não dá para adiantar a nossa tática, senão vamos armar nossos adversários. Guerra é guerra". O petista também considerou que uma comissão de investigação proposta pelo presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), provável candidato na disputa ao Palácio do Planalto, não tem isenção por se tratar de um período eleitoral. "Eu e o Aécio não temos isenção, porque estamos absolutamente engolfados na luta eleitoral", disse Fontana.

Há a possibilidade de o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), realizar hoje a leitura do requerimento de abertura de uma CPI da Petrobras no plenário da Casa. Um adiamento não está descartado, uma vez que não há prazo regimental para que essa leitura seja feita. Outra possibilidade que está sendo discutada ao longo do dia no Congresso é a de criar uma CPI mista da Caâmara e dpo Senado. Nesse caso, integrantes do governo defendem que seja realizadas também investigações sobre o metrô de São Paulo e o porto de Suape, em Pernambuco, que colocariam o PSDB e PSB no foco do debate.