1. Usuário
Assine o Estadão
assine


'Governo é tão ruim que até PT quer mudar', diz tucano

ISADORA PERON E JOSÉ MARIA TOMAZELA - Agência Estado

22 Junho 2014 | 08h 09

O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, disse neste sábado que o governo da presidente Dilma Rousseff é "tão ruim que até o PT quer mudá-lo". O tucano aproveitou o fato de receber o apoio do Solidariedade (SDD) em São Paulo no mesmo horário em que os petistas realizavam convenção nacional, em Brasília, para criticar sua adversária na eleição.

"Sabe qual é a palavra que mais se fala hoje (ontem) na convenção do PT? É mudança! A constatação que eu faço é que esse governo é tão ruim que até o PT quer mudá-lo", afirmou.

Em sua mais difícil disputa presidencial desde 2002, o PT adotará o slogan Mais Mudanças, Mais Futuro, e Dilma deve reforçar o discurso de que só quem fez no passado é capaz de fazer mais de agora em diante.

Na convenção do SDD, Aécio foi recebido com festa pelos militantes do partido criado no ano passado pelo deputado Paulo Pereira da Silva (SP), o Paulinho da Força, e apontado pelo anfitrião como a "pessoa certa" para fazer as mudanças. Paulinho, como prometido aos tucanos, evitou ataques diretos à Dilma.

Aécio fez um discurso inflamado, com críticas à política econômica do governo e um apelo à necessidade de retomar a ética no País. Como falava a um público formado principalmente por sindicalistas, o candidato garantiu que, se eleito, vai manter os direitos trabalhistas e resgatar a "dignidade dos aposentados".

O discurso de que Aécio seria o mais preparado para fazer as mudanças que o País precisa foi adotado por outros tucanos presentes no ato, como o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o ex-governador José Serra. Alckmin, que também terá o apoio do SDD, disse que ele e Aécio estarão juntos para "servir ao Brasil". Serra afirmou que o PSDB confiou a Aécio a "missão de mudar o Brasil". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.