1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Governistas tentam derrubar CPI da Petrobras

DÉBORA ÁLVARES - Agência Estado

01 Abril 2014 | 17h 57

Em mais uma tentativa de inviabilizar a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, governistas vão apresentar nesta terça-feira mais uma questão de ordem questionando a conexão entre os objetos propostos pelo requerimento que pede as investigações. A estratégia é, com isso, fundamentar um pedido de impugnação da comissão, alegando que ela não poderia existir, já que pretende apurar fatos sem relação entre si.

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), ex-ministra da Casa Civil da presidente Dilma Rousseff, deve ser a porta-voz do pedido de impugnação. Após apresentada em plenário, a questão de ordem precisa ser analisada pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). O peemedebista, desde o início dos rumores de criação de uma CPI, tem se manifestado contrário às investigações por parlamentares, alegando que isso serviria de "palanque eleitoral" para a oposição.

O requerimento protocolado semana passada pela oposição, que será lido em plenário ainda hoje por Renan, prevê quatro objetos a serem investigados pelos senadores. São eles: processo de aquisição da refinaria de Pasadena, no Texas (EUA); indícios de pagamento de propina a funcionários da estatal pela companhia holandesa SMB Offshore; denúncias de falta de segurança em plataformas; indícios de superfaturamento na construção de refinarias.

O argumento para o pedido de impugnação da CPI é o mesmo que vem sendo usado desde semana passada pelos oposicionistas para contra-atacar as ordens do Palácio do Planalto, que orientou pela ampliação dos objetos de investigação da comissão. A ideia do governo era incluir investigações sobre a construção do porto de Suape, e tentar alcançar o pré-candidato à Presidência Eduardo Campos (PSB), e também o cartel nas obras de trens e metrô em São Paulo, governado pelo PSDB do também postulante ao Planalto Aécio Neves.

Em outra frente, já começou a coleta de assinaturas para instalação de uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cartel. Em resposta, a oposição também já deu início à coleta de assinaturas, na Câmara, para instalar uma CPMI da Petrobrás.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo