Divulgação/Secom
Divulgação/Secom

Governador do Acre quer fortalecer relação com o Legislativo

Tião Viana (PT) tomou posse pouco depois da meia-noite e destacou a crise econômica como um dos principais desafios

Itaan Arruda, Especial para o Estado

01 Janeiro 2015 | 08h34

O governador do Acre, Tião Viana (PT), tomou posse na Assembleia Legislativa pouco depois da meia-noite nesta quinta-feira. Na entrevista coletiva que concedeu momentos antes da solenidade, afirmou que vai construir uma nova relação com os parlamentares.

A base de apoio do Governo na próxima legislatura é composta por 15 deputados. Três se declararam "independentes". "Mas, isso a gente resolve com um cafezinho", ironizou Viana.

Um dos desafios destacados pelo governador reeleito pelo PT é no campo econômico. Apesar da crise econômica e do ambiente inflacionário, o Acre registrou aumento do ICMS arrecadado de janeiro a outubro: crescimento nominal de 13,53%. Passou de R$ 544 milhões em 2013 para R$ 618.

Os investimentos capitaneados pelo governo junto às instituições financeiras também registraram crescimento. Até outubro de 2014, foram R$ 714,9 milhões enquanto em 2013 foram R$ 416 milhões. Oficialmente, o cálculo do governo é de R$ 1,3 bi de investimentos em 2014. "Mas, o ano de 2015 vai exigir mais rigor ainda com as contas públicas. Vai ser um ano que exige muito cuidado".

Viana toma posse na Aleac e segue para Brasília onde participa da solenidade de posse da presidente Dilma Rousseff.

Mais conteúdo sobre:
Posse 2015 Acre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.