Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Goldman diz que Doria 'parece um papagaio' falando sobre Lula

Ex-governador de São Paulo criticou a reação do prefeito, que já publicou dois vídeos sobre a sentença que condenou o petista

Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

13 Julho 2017 | 11h11

Vice-presidente nacional do PSDB, o ex-governador de São Paulo, Alberto Goldman criticou a reação do prefeito João Doria, que também é do PSDB, à condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 9 anos e meio de prisão no caso do triplex do Guarujá (SP).

"A condenação (do Lula) nos parece correta, mas nenhum dirigente partidário se regozijou com isso. Há respeito pela história dele. Isso nos entristece. Só o João Doria se regozijou. Esse é um papel de alguém que precisa de forma obsessiva estar nas machetes. Parece um papagaio falando."

O ex-governador também disse que Doria fala em nome do partido sem estar credenciado para isso. "Ele fala em nome da Executiva, do presidente, do FHC, do Geraldo (Alckmin). Fala em nome de meio mundo. Falou de uma convenção em agosto que não está marcada. Fala como se fosse porta voz de todos, mas não é."

O prefeito João Doria foi nesta quarta-feira, 12, o primeiro tucano a reagir após a divulgação da sentença. Ele publicou um vídeo nas redes sociais e afirmou que a "justiça foi feita". Doria também "mandou "recado" aos petistas: "Pensam que podem roubar, mentir, usurpar, enganar o povo brasileiro em qualquer tempo, por qualquer razão, fazendo o que fizeram com o Brasil. Olha aí o que deu".

Na manhã desta quinta-feira, 13, o prefeito voltou a publicar um vídeo sobre Lula e falou em "serenidade da frieza de um mentiroso"

Em resposta a Goldman, o prefeito afirmou: "Falo pelos que, como eu, querem que a justiça seja feita e os que roubaram e corromperam sejam punidos. Se Goldman quer algo diferente disto, lamento".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.