1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Gestão de Joaquim Barbosa foi 'polêmica', diz Alves

NIVALDO SOUZA E DAIENE CARDOSO - Agência Estado

29 Maio 2014 | 13h 09

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RB), avaliou como "polêmica" a gestão do ministro Joaquim Barbosa na presidência do Supremo Tribunal Federal (STF). "Foi um mandato importante do ponto de vista do que o Supremo sob sua presidência discutiu, debateu e decidiu. Polêmico, mas, segundo sua conduta, muito responsável, muito amadurecido, ele fez questão de explicitar isso", disse, após reunião na qual Barbosa comunicou que pretende se aposentar do STF. "Boa sorte para o senhor, viu?", desejou Alves à porta do elevador a Barbosa, que saiu sem dar declarações à imprensa.

Segundo Alves, Barbosa disse que exercer o comando do Supremo foi "sofrido" devido às decisões que tomou - entre elas, o julgamento do mensalão. "Ele disse que foi uma experiência importante na vida dele, sofrida em alguns aspectos por decisões que teve de encarar, mas sai com a consciência de dever cumprido e vai se dedicar à vida privada e, primeiramente, assistir à Copa, segundo me disse", relatou o presidente da Câmara.

Alves minimizou os choques entre o Congresso e o STF na gestão de Barbosa e disse que eles não prejudicaram o relacionamento institucional entre os poderes Legislativo e Judiciário. "É normal (os choques). Na hora em que o Supremo quer fazer valer o seu poder, os seus direitos, a nossa Casa também quer. Em numa democracia tão plena e tão ampla há esses entrechoques naturais de um amplo processo democrático. Eu diria que, na sua gestão, a nossa relação foi amistosa, do ponto de vista institucional, foi respeitosa".