Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Geraldo Alckmin, à Band: "Estamos preparados para enfrentar o PT"

Ao falar sobre a questão fiscal brasileira, sinalizou que estaria disposto a manter a atual diretoria da instituição

Cristian Favaro, O Estado de S.Paulo

26 Fevereiro 2018 | 02h04

SÃO PAULO - O governador de São Paulo e pré-candidato à Presidência, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou que seu partido está preparado para enfrentar o PT nas eleições, seja contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ou outro nome da legenda. "Estamos preparados para enfrentar o PT", disse o tucano, durante entrevista para o programa Canal Livre, da Band, transmitida na madrugada desta segunda-feira, 26.

Questionado se Lula teria direito de disputar a eleição, após condenação em segunda instância, Alckmin disse que isso vai depender da Justiça. "Não sei o que o Judiciário vai resolver." Mesmo assim, o governador de São Paulo fez duras críticas à atual postura do PT, que estaria "desmoralizando instituições" em um momento em que o País precisa delas cada vez mais fortes.

Alckmin também voltou a chamar de "injustas" as acusações feitas pelo prefeito de Manaus, Arthur Virgílio (PSDB), de que a prévia que estava sendo organizada pelo partido, que tem Alckmin como presidente nacional desde dezembro, seria uma "fraude". Virgílio desistiu de disputar a indicação para a disputa presidencial contra Alckmin.

+++ Arthur Virgílio desiste de prévia com Alckmin e o chama de cínico

O governador de São Paulo fez elogios ao atual presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, e ao falar sobre a questão fiscal brasileira, sinalizou que estaria disposto a manter a atual diretoria da instituição. "Eu até manteria essa diretoria. Acho que o Ilan é um cara muito bom", disse. 

Ao falar sobre a crise brasileira, Alckmin disse que a dificuldade é sobretudo fiscal. "Não é possível essa gastação de dinheiro público", defendeu. "Eu entendo que o nosso problema macroeconômico é uma boa política fiscal."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.