Fux assume a presidência do TSE em solenidade com Temer, Cármen e Alckmin

Desafios de ministro serão a implantação do voto impresso e o combate à disseminação de fake news

Rafael Moraes Moura e Carla Araújo, O Estado de S.Paulo

06 Fevereiro 2018 | 20h14

O ministro Luiz Fux toma posse na noite desta terça-feira, 6, como novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Fux é o 47º magistrado a assumir a presidência da Corte Eleitoral. A posse de Fux ocorre no plenário do TSE, em solenidade com as presenças do presidente Michel Temer, da presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, e de outras autoridades, como o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) e o do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB).

Segundo o Estadão/Broadcast Político apurou, a implantação do voto impresso e o combate à disseminação de notícias falsas (fake news) estão entre as principais preocupações de Fux à frente do TSE. Fux assume a presidência da Corte Eleitoral nesta noite, sucedendo ao ministro Gilmar Mendes. O mandato de Fux no TSE termina em 15 de agosto, quando a ministra Rosa Weber comandará o tribunal.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.