Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Política

Política » FHC grava vídeo de apoio à candidatura de Matarazzo para a Prefeitura de SP

Política

Reprodução

FHC grava vídeo de apoio à candidatura de Matarazzo para a Prefeitura de SP

'Nós precisamos ter um candidato que una todos nós', afirma o ex-presidente na sua fala de cerca de 20 segundos no vídeo com a música da vinheta da campanha do vereador

0

Pedro Venceslau e Ana Fernandes,
O Estado de S. Paulo

11 Fevereiro 2016 | 14h49

São Paulo - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso gravou um vídeo para a campanha do vereador Andrea Matarazzo nas prévias do PSDB na capital paulista. No vídeo, ao qual o Estado teve acesso antes da divulgação, o presidente de honra do PSDB diz não ter dúvidas de que a melhor opção é Matarazzo e reforça o número do vereador na urna: 456.

"No próximo dia 28, vamos ter as prévias que escolherão o candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo. Eu não tenho dúvidas, Andrea Matarazzo, número 456, porque ele é um homem dedicado ao partido, à cidade, ama a cidade e conhece a cidade", diz FHC.

"Nós precisamos ter um candidato que una todos nós", afirma o ex-presidente na sua fala de cerca de 20 segundos. O vídeo, gravado em seu instituto em São Paulo, traz a vinheta da campanha de Matarazzo. No encerramento, aparece o logo do vereador nas prévias, um quadrado amarelo com a letra 'M' em branco ao lado de um quadrado azul com o número dele em branco e escrito em baixo, em preto: Matarazzo. Ao fundo a música da vinheta, com um som popular de forró, a letra diz "quatro, cinco, seis, é Matarazzo com vocês".

Outro a gravar vídeo para a campanha que será divulgado em breve foi o senador paulista Aloysio Nunes. O senador destaca conhecer o vereador de longa data, desde o ministério do governo Fernando Henrique, onde ele ocupou a pasta de Secretaria de Comunicação de Governo e postos que ocupou nas gestões Mário Covas, José Serra e Geraldo Alckmin, na Prefeitura e no governo estadual. Segundo o senador, Matarazzo teve "passagens brilhantes" pelas funções que desempenhou. Aloysio Nunes afirma ainda que, na Câmara de Vereadores, Matarazzo se tornou "a voz da oposição à administração Haddad".

"Ele é a voz do PSDB, é a voz da oposição à administração Haddad na Câmara municipal, a administração que leva São Paulo a essa situação que é tudo que nós queremos mudar. O Andrea Matarazzo conhece essa cidade mais do que ninguém, ele viu os problemas, debateu os problemas e apresentou soluções pra eles. Será, sem dúvida nenhuma, um grande prefeito. Andrea Matarazzo, prefeito de São Paulo", frisa no vídeo.

O vereador Andrea Matarazzo já contava com o apoio de FHC, Aloysio e de outros caciques do PSDB, como José Gregori, Alberto Goldman e o senador José Serra. Serra, inclusive, postou em suas redes, em 29 de janeiro, um vídeo de apoio ao vereador. Na gravação, Serra ironizou o concorrente João Doria, dizendo que 'nem sabia' que Doria era do PSDB.

Empresário apoiado pelo governador Geraldo Alckmin, Doria é filiado ao PSDB desde 2000, mas pela primeira vez se colocou na vida política ao anunciar sua intenção de disputar a maior prefeitura do País.

O terceiro concorrente é o deputado federal Ricardo Trípoli, que não tem um nome de peso para apoiá-lo, mas que se fia em pesquisas para apresentar-se como candidato tucano com maior potencial para vencer a eleição paulistana. Na semana passada, Trípoli chegou a levar para Alckmin números que comprovariam essa tese. Ele tem como aliados o suplente de Serra e presidente do Instituto Teotônio Vilela, José Aníbal, e o deputado federal Bruno Covas.

Comentários