Fachin libera denúncia contra Raupp para julgamento

Senador por Rondônia é acusado de ter recebido R$ 500 mil desviado de corrupção na Petrobrás para sua campanha em 2010

Rafael Moraes Moura e Breno Pires, O Estado de S.Paulo

17 Fevereiro 2017 | 14h51

BRASÍLIA – O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou para julgamento nesta sexta-feira, 17, a denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o senador Valdir Raupp (PMDB-RO) por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no contexto da Operação Lava Jato.

O senador é acusado de ter recebido R$ 500 mil para a sua campanha ao Senado em 2010, que teriam sido desviados do esquema de corrupção instalado na Petrobrás. Ele nega irregularidades.

A denúncia será julgada pelos cinco ministros que compõem a Segunda Turma do STF: Fachin, Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Celso de Mello. A data do julgamento ainda não foi definida.

Raupp é próximo do presidente Michel Temer e já ocupou a presidência do PMDB. 

Na época em que a PGR ofereceu a denúncia, o senador disse que o Ministério Público apresentava uma “equivocada interpretação dos fatos” e que aguardava “serenamente a instrução do processo, certo de que a fragilidade das provas e dos argumentos apresentados conduzirão à sua absolvição”.

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.