NILTON FUKUDA/ESTADAO
NILTON FUKUDA/ESTADAO

Executiva do PT se reúne em Curitiba para discutir reação à prisão de Lula

Nossa esperança é o Supremo consertar esse erro judicial que está sendo cometido, diz o deputado Paulo Teixeira

Daniel Weterman, enviado especial, O Estado de S.Paulo

09 Abril 2018 | 16h05

CURITIBA - A Executiva Nacional do PT irá discutir, em Curitiba, os desdobramentos da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a estratégia política para reverter a situação do petista, que se reuniu hoje na prisão com seu advogado, Cristiano Zanin. 

+ Longe do palanque petista, Ciro e Lupi querem visitar Lula na cadeia

+ Defesa de Lula deve recorrer de decisão de Fachin

"Nossa esperança é o Supremo consertar esse erro judicial que está sendo cometido", disse o deputado Paulo Teixeira (PT-SP), ao chegar para a reunião.

Na quarta-feira, 11, o ministro Marco Aurélio Mello deve levar ao plenário do STF o pedido de liminar do Partido Ecológico Nacional (PEN) contra a prisão em segunda instância. 

+ Manuela d'Ávila é provocada por apoiador de Bolsonaro e pede investigação

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), deve conceder uma coletiva de imprensa após o encontro.

O PT considera manter em Curitiba todas as reuniões da Executiva Nacional enquanto Lula estiver preso na capital paranaense, fazendo com que, na prática, a cidade se torne a sede nacional do partido temporariamente.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.