1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Ex-governador de Roraima, Neudo Campos, é considerado foragido

- Atualizado: 20 Fevereiro 2016 | 14h 14

Neudo Campos, que é marido da atual governadora de RR, foi condenado por envolvimento em esquema de desvio de verbas

O ex-governador de Roraima, Neudo Campos

O ex-governador de Roraima, Neudo Campos

BOA VISTA- Após 24 horas de buscas em diversos locais de Roraima, o ex-governador do Estado, Neudo Campos, já é considerado foragido da Justiça. Policiais federais foram à residência dele, no Palácio Senador Hélio Campos, sede do Poder Executivo estadual, ambos na região central de Boa Vista, capital do Estado, mas não o encontraram. 

Em nota, a Polícia Federal em Roraima informou que a determinação judicial já foi registrada nos sistemas de informação, inclusive através da Interpol, o que possibilita o cumprimento da ordem judicial em qualquer parte do país.

Campos, que é marido da atual governadora Suely Campos, foi condenado por envolvimento no esquema de desvio de verbas públicas conhecido como "Escândalo dos Gafanhotos". O mandado de prisão contra ele foi expedido na tarde de quinta-feira-, 18, e, ainda na tarde de ontem, a Polícia Federal tentou localizar o ex-governador em sua casa, sem sucesso.

Durante quase todo o dia de hoje, os agentes permaneceram em frente à casa dos Campos. À tarde, cerca de dez policiais federais foram ao Palácio Senador Hélio Campos. Em nota oficial, o Governo do Estado confirmou que a PF esteve no local, cumprindo ordem de ingresso, expedida pela 1ª Vara Federal da Seção Judiciária de Roraima. "O Governo do Estado garantiu livre acesso aos policiais, nada tendo sido encontrado. Reitera que sempre vela pelo cumprimento da lei, se colocando à disposição das autoridades competentes", informou, reiterando que eventuais ilegalidades ou abusos serão objeto de medidas legais cabíveis que estão sendo analisadas.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em PolíticaX