1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Eunício, PMDB-CE, é cotado para Integração Nacional

RAFAEL MORAES MOURA - Agência Estado

04 Fevereiro 2014 | 12h 38

Com o nome ventilado para assumir o comando do Ministério da Integração Nacional, o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE), disse nesta terça-feira, 04, que tudo que o PMDB quer é se "integrar a esse Brasil". A pasta é cobiçada pelo partido por tocar obras de apelo eleitoral na região Nordeste.

"(A reforma ministerial) É uma decisão da presidente, que ainda não conseguiu formatar essa coisa. Não tem novidade. Pode até ser que tenha hoje", disse o senador, após a cerimônia de transmissão de cargo na Casa Civil, hoje, pela manhã.

Na noite de ontem, Dilma se reuniu com o vice-presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto, por quase seis horas, em mais uma tentativa de acertar a nova fatia do PMDB no primeiro escalão. Antes do encontro, Dilma disse a Temer que poderia ampliar o espaço do PMDB em mais uma vaga, desde que o partido não reivindicasse a Integração Nacional - pasta reservada para o PROS, a nova legenda do governador do Ceará, Cid Gomes.

Segundo o Broadcast Político apurou, o nome de Eunício Oliveira foi cogitado durante a reunião para assumir a Integração Nacional.

"O Ministério da Integração é importante, capilarizado, tem ações voltadas de integração nacional. Tudo que nós queremos é nos integrar a esse Brasil", afirmou Eunício Oliveira. "Essa questão de ministério cabe exclusivamente à presidente. Ela pode ouvir os partidos, mas a decisão é dela."