1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Mensalao

Escritório diz que Genoino pagou sua defesa em 2007

Agência Estado

12 Maio 2014 | 17h 01

O escritório Fregni e Lopes da Cruz, que representa o ex-presidente do PT e ex-deputado federal José Genoino, reiterou nesta segunda-feira, 12,  não ter recebido recursos do partido para defendê-lo em ações de improbidade administrativa relacionadas ao mensalão.

Em nota, a banca afirma que Genoino é cliente do escritório desde 2005 e, em 2007, ano em que as ações começaram a tramitar, recebeu do petista – que cumpre prisão pela condenação na ação penal do mensalão – os honorários devidos.

"Essas ações continuam em andamento. Como rotineiramente acontece em processos de longa duração, esse acompanhamento é parte do trabalho, já pago no início."

O escritório reafirma que recebeu pagamentos do PT para atuar só em processos cíveis nos quais a legenda é parte.

"No ano de 2012 nosso escritório foi contratado pelo PT para atuar em causas de natureza cível decorrentes de fatos ocorridos durante a campanha presidencial de 2010. O pagamento integral dos honorários pelo partido ocorreu no decorrer dos anos de 2012 e 2013, pelos quais foram emitidas as devidas notas fiscais."

Mensalao