1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

‘Era um bom negócio’, afirma aposentado

- Atualizado: 07 Março 2016 | 07h 34

Primo de Bumlai disse que comprou cobertura usada por Lula em São Bernardo por sugestão de Roberto Teixeira

Em entrevista ao Estado, o aposentado Glaucos da Costamarques disse que comprou a cobertura vizinha à do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, como investimento, por sugestão do advogado Roberto Teixeira, compadre do petista. “Ele indicava algumas coisas pra fazer”, afirmou.

Por que o senhor comprou essa cobertura?

Isso aí estava alugado pela Presidência da República. Aí a dona quis vender e eu comprei. Foram 500 e poucos mil reais. Não financiei. Tinha acabado de vender uma propriedade. Fiz porque eu queria aplicar.

Por que o senhor comprou um apartamento em São Bernardo se mora em Campo Grande (MS)?

Para aplicar. Era um bom negócio.

O senhor disse que comprou para investir. Quantos apartamentos o senhor tem com essa finalidade?

De aluguel? Só esse de São Bernardo.

Houve algum pedido do Bumlai ou do Lula para o senhor comprar o imóvel?

Não. Eu sou amigo do Roberto Teixeira, eu era vizinho dele e ele me falou: ‘Olha, tem um negócio bom aqui. O governo vai parar de alugar o apartamento e comprando você consegue uma boa porcentagem se quiser alugar’. Ele indicava algumas coisas para fazer.

O senhor foi vizinho de Teixeira em qual endereço?

Na rua onde ele tem escritório.

O senhor conhece o Lula?

Conheci numa palestra que ele fez em Corumbá. Eu fui com José Carlos (Bumlai). Mas não tenho intimidade. Nem sei se você falando do meu nome ele vai lembrar.

O senhor foi ao imóvel em São Bernardo para comprar?

Fui, olhei, vi.

Nunca houve proposta de compra do Lula?

Não. Agora, se você tiver uma pessoa que queira me comprar ele, eu vendo. Agora, com essa confusão toda, eu vendo.

Como o Lula paga o aluguel para o senhor?

Deposita na minha conta. É transferência bancária.

Vem de Lula para Glauco?

Minha filha, aí eu vou parar por aqui.

O senhor vive do que?

Sou aposentado. Tenho fazenda, loteamento.

O senhor acha que o Bumlai fez algo errado?

Eu acho, mas você sabe que às vezes tem a amizade. Ele é pessoa de ajudar os amigos. Eu sou amigo dele, convivo, mas não tenho acesso às coisas que ele faz. Mas ele é uma pessoa considerada muito rica e não precisava fazer nada disso. Eu nunca achei que ele pudesse fazer alguma coisa dessas.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em PolíticaX