Em vídeo, Rosso critica Maia

Pré-candidato à presidência da Câmara critica articulação de atual presidente para ser reconduzido ao cargo em fevereiro

Igor Gadelha, O Estado de S.Paulo

30 Dezembro 2016 | 21h30

BRASÍLIA - Pré-candidato à presidência da Câmara dos Deputados em fevereiro de 2017, o líder do PSD, Rogério Rosso (DF), divulgou  nesta sexta-feira em suas redes sociais vídeo em que critica a articulação do atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para ser reconduzido ao cargo na próxima eleição para Mesa Diretora.

No vídeo, Rosso diz que o artigo 57 da Constituição é claro ao proibir reeleição de presidentes do Legislativo dentro do mesmo mandato. Tese que é rebatida por Maia, que argumenta que o veto não se aplica a presidentes de mandato-tampão, como ele, eleito em julho para um mandato de sete meses, após a renúncia do cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Para Rosso, o deputado do DEM sustenta tese "esdrúxula" ao argumentar que pode disputar reeleição e, dessa forma, gera uma insegurança jurídica ao País. Critica ainda os pareceres jurídicos encomendados por Maia para defender sua tese. "Com todo o respeito aos parceristas, o parecer você pode interpretar de acordo com o cliente", diz. 

O Centrão, grupo de cerca de 200 deputados do qual Rosso faz parte, entrou com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar barrar a candidatura de Maia. Como a ação só deve ser julgada em fevereiro, em razão do recesso do Judiciário, Rosso pediu nesta semana a Maia que adie a eleição para depois da decisão da Corte. Maia, contudo, negou o pedido.

Nessa quarta-feira, 28, o deputado André Figueiredo (PDT-CE) também entrou com mandado de segurança no Supremo, com pedindo de liminar, para barrar a candidatura à reeleição do atual presidente da Câmara. Assim como Rosso e Maia, o pedetista já se colocou como candidato à presidência da Casa em 2 de fevereiro, quando está marcada a disputa.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.