1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Em seu retorno à Câmara, André Vargas assina presença e vai embora

DAIENE CARDOSO - Agência Estado

20 Maio 2014 | 17h 08

Deputado antecipou para pouco mais de um mês a licença de 60 dias que tirou para se afastar dos holofotes por causa das revelações de sua relação com o doleiro Alberto Youssef

Brasília - O deputado André Vargas (sem partido-PR) voltou na tarde desta terça-feira, 20, à Câmara dos Deputados após reduzir a pouco mais de um mês a licença de 60 dias que havia pedido. Acusado de envolvimento com o doleiro Alberto Youssef, preso pela Polícia Federal, o ex-petista não quis falar com jornalistas.

"Só meus advogados falam. O que a mídia tinha de fazer, já fez. Parabéns", disse o deputado para, em seguida, deixar o plenário da Casa e pegar um táxi. O deputado apenas registrou presença na sessão, mas não participou de nenhuma votação.

Ao chegar ao plenário, Vargas foi cumprimentado por alguns petistas como o vice-líder da bancada do PT, Sibá Machado (AC), e chegou a conversar com alguns colegas, como Valmir Assunção (PT-BA).

Aos deputados que chegaram a conversar com ele, Vargas fez um breve relato do que está vivendo nos últimos tempos e chegou a reclamar do procedimento adotado pelo Conselho de Ética para instaurar contra ele um processo disciplinar por quebra de decoro parlamentar. Ele criticou a forma como foi votada a admissibilidade do processo.