Carmem Pompeu/Divulgação
Carmem Pompeu/Divulgação

Em MT, Pedro Taques diz que faz política 'pensando no futuro'

Governador eleito e vice, Carlos Fávaro, tomam posse nesta quinta-feira

FÁTIMA LESSA, especial para O Estado, O Estado de S. Paulo

01 Janeiro 2015 | 14h17

O governador eleito de Mato Grosso, Pedro Taques (PDT), e o seu vice, Carlos Fávaro (PP) foram empossados, solenemente em sessão realizada na Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira, às 9h40. A sessão foi presidida pelo presidente da casa, o deputado José Riva (PSD). Em seu pronunciamento oficial, ele destacou que faz política "pensando no futuro e não no passado". Para ele a política é sinônimo de democracia.

O governador observou que Mato Grosso é feito por homens e mulheres que em seu tempo fizeram algo para estarem ali. Para ele o maior desafio do homem é o equilíbrio entre a racionalidade e a emoção e que ele buscaria equilibrar neste dia, de sua posse estes dois sentimentos. "É uma emoção assumir o governo de Mato Grosso". Ele ainda citou o papa Francisco e defendeu a harmonia entre os poderes sem submissão. "O diálogo será um marco em nossa gestão. É o mesmo diálogo que buscaremos com o governo federal", disse.

Logo após, ele seguiu para o Centro de Eventos do Pantanal onde recebeu, por volta das 11 horas, a faixa do governador Silval Barbosa (PMDB), passou em revista as tropas militares estaduais e concedeu uma coletiva antes de empossar seu secretariado.

Mais conteúdo sobre:
posse 2015 Pedro Taques Mato Grosso

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.