Em Brasília, Alckmin dança antes de ser confirmado candidato do PSDB

Governador de São Paulo interagiu com grupo teatral durante o 8º Fórum Mundial da Água

Renan Truffi, O Estado de S.Paulo

20 Março 2018 | 15h08

BRASÍLIA - Pré-candidato à Presidência pelo PSDB, o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckminteve um dia típico de campanha em Brasília, nesta terça-feira. Durante o 8º Fórum Mundial da Água, o tucano visitou estandes do evento e dançou com um grupo de teatro que encenava sobre a transposição do Rio São Francisco.

++ Alckmin já se equilibra em dois palanques

++ 'O Candidato do meu partido será o João Doria, portanto estaremos juntos', diz Alckmin

Depois de conversar com o ministro da pasta, Helder Barbalho, Alckmin aceitou o convite do grupo e entrou na dança.  Nesta terça-feira (20/3), o PSDB lança oficialmente a candidatura de  Alckmin à Presidência da República pela legenda. O evento ocorrerá na sede do partido em Brasília. 

Coincidentemente, nesta terça-feira, Alckmin lança oficialmente sua candidatura à Presidência da República pelo PSDB. A intenção de concorrer ao cargo será formalizada em coletiva de imprensa, em Brasília, convocada para 16h.

O assunto será pauta da Reunião Executiva do partido, prevista para esta tarde. Como o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB-AM), desistiu das prévias, Alckmin é o único candidato e o os integrantes do partido devem formalizar intenção de lançar o tucano como candidato.

Mais cedo, Alckmin participou de painel sobre crise hídrica, no Fórum Mundial da Água, e defendeu mais recursos e uma menor tributação ao setor de saneamento básico.

Na segunda-feira, o governador de São Paulo se esquivou de comentar a jornalistas sobre como se posicionará diante do fato de ter "palanque duplo" no Estado. Seu vice, Márcio França, é pré-candidato à sucessão estadual pelo PSB e, ontem, o prefeito João Doria foi confirmado pelo PSDB para também se lançar à disputa pelo governo do Estado. Questionado pelo Broadcast se escolheria dar seu apoio a um dos dois candidatos, Alckmin respondeu "campanha, só a partir de julho".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.