1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Em Barretos, Padilha defende rodeio

Ricardo Galhardo - O Estado de S. Paulo

09 Fevereiro 2014 | 16h 20

Petista ouviu críticas ao projeto de lei que proíbe provas de laços e disse ser defensor da 'cultura do cavalo'

Em visita ao Parque do Peão em Barretos, a capital nacional do rodeio, o pré-candidato do PT ao governo de São Paulo, Alexandre Padilha, defendeu a realização de eventos com uso de animais desde que sigam regras claras. Acompanhado de organizadores da Festa do Peão de Boiadeiro, o maior evento de rodeio do Brasil, Padilha ouviu críticas ao projeto de lei do deputado Ricardo Tripoli (PSDB-SP) e disse ser um defensor da "cultura do cavalo".

"Sou defensor há bastante tempo de que a cultura do cavalo, desde que siga regras muito claras, faz parte das tradições brasileiras", disse o ex-ministro da Saúde.

Pouco antes, durante visita ao museu do peão de boiadeiro, Padilha ouviu uma reclamação feita por Emílio Carlos dos Santos, o Cacá, diretor de marketing do clube Os Independentes, que organiza a festa. "Este projeto vai acabar com a indústria do cavalo", disse Cacá.

O projeto de lei 2086/2011 de autoria de Tripoli proíbe a realização de provas de laço e perseguição a animais. Segundo Cacá, se o projeto for aprovado provas tradicionais como a vaquejada nordestina e o laço comprido, do Rio Grande do Sul, vão acabar. Modalidades populares no mundo do rodeio como o laço em dupla e o teen penning também seriam proibidas, prejudicando uma indústria que, segundo ele, cria mais de 3 milhões de empregos diretos e indiretos no Brasil.

Padilha, que é sócio de Os Independentes e frequentados da Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos, disse defender a realização dos rodeio desde que não haja crueldade contra os animais.

"Crueldade é inadmissível mas o estado de São Paulo construiu uma economia em torno de eventos vinculados a essa tradição da Festa do Peão com respeito a regras muito claras e e proteção dos animais", afirmou.

O deputado petista Newton Lima (PT-SP) que acompanhava a caravana de Padilha também defendeu a realização dos rodeios.

"Evidentemente ninguém defende maus tratos mas é preciso haver bom senso. Este projeto tem exageros", disse o deputado.

A caravana de Padilha batizada Horizonte Paulista já passou por Igarapava, São Joaquim da Barra, Ribeirão Preto, Brodowski e continua ainda neste domingo em Sertãozinho. O giro do pré-candidato pelo interior termina sexta-feira, em Campinas.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo