Eleição no Senado teve momentos de descontração e muitas selfies

Apesar do clima acirrado gerado por causa da disputa entre os peemedebistas Renan Calheiros (AL) e Luiz Henrique da Silveira (SC) pela Presidência do Senado, houve momentos de descontração e de confraternização entre os parlamentares, na tarde de hoje. A chegada de uma modelo ao plenário, namorada do senador Wilder Morais (DEM-GO), ajudou a quebrar a tensão, assim como as diversas ''selfies'' tiradas pelos senadores e seus familiares.

NIVALDO SOUZA, Estadão Conteúdo

01 Fevereiro 2015 | 19h30

O clima descontraído foi maior entre os 27 novatos que tomaram posse do posto de senador neste domingo. Foi o caso do senador Roberto Rocha (PSB-MA), eleito no ano passado. Ele aproveitou o burburinho da votação para tirar ''selfies'' com parentes no plenário. Segundo ele, sua comitiva é formada por 70 pessoas, entre amigos e familiares que vieram do Maranhão para prestigiá-lo. "A família está oferecendo hoje um jantar para mim e todo mundo", disse.

Chamou atenção também a namorada do senador Wilder Morais (DEM-GO), a modelo e arquiteta Priscila, de 27 anos, que circulou pelos corredores no entorno do plenário usando o vestido branco de renda.

Morais assumiu a vaga do ex-senador Demóstenes Torres, cassado em 2012, por envolvimento no esquema do bicheiro Carlinhos Cachoeira. O senador era suplente de Demóstenes e herdou a vaga no Senado pelo Estado de Goiás.

Morais é dono do Grupo Orca, construtora que atua na área de incorporações e shoppings centers. Ele declarou, durante a campanha de 2010, um patrimônio pessoal de R$ 14,4 milhões. Mas foi após a queda de Demóstenes que se tornou conhecido nacionalmente. Isto porque, além de assumir a vaga, veio à tona que sua ex-mulher, Andressa Mendonça, o havia deixado para se casar com Cachoeira.

Mais conteúdo sobre:
senado presidência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.