1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Eduardo Campos defende maior independência do BC

Agência Estado

21 Abril 2014 | 18h 29

Candidato diz que esta seria uma forma de aumentar a confiança na economia do País

O candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, disse em entrevista nesta segunda-feira, 21, que está inclinado a defender que o Banco Central (BC) seja formalmente independente e avaliou que esta seria uma forma de aumentar a confiança na economia do País. Ele afirmou que ainda discute com seu time se a proposta será incluída em sua plataforma de campanha. Na avaliação de Campos, seria possível "encorajar investidores" e "ajudar o Brasil a retomar o rápido crescimento".

Campos falou ainda sobre a Petrobras e defendeu que a companhia precisa de mais "transparência" em sua política de preços. O ex-governador de Pernambuco considerou que a empresa de petróleo sofre interferência política e disse que é preciso libertá-la destes efeitos. O candidato do PSB falou também sobre a necessidade de simplificar a legislação tributária para que o País seja mais competitivo. Ele afirmou que o Brasil precisa melhorar infraestrutura e produtividade para competir globalmente e abastecer o mundo com mais do que commodities. "O Brasil precisa ser mais do que uma grande fazenda, exportando materiais no estado bruto", declarou.

Na entrevista, campos considerou que a economia brasileira está estagnada e culpou a presidente Dilma Rousseff por ter perdido o controle da inflação. "As pessoas percebem que ela não deixou o Brasil melhor, que as mudanças pararam de acontecer e que os fundamentos da economia perderam consistência", criticou. Fonte: Dow Jones Newswires.