1. Usuário
Assine o Estadão
assine

'É um horror', diz Agnelo sobre chapa Arruda-Roriz

TÂNIA MONTEIRO - Agência Estado

13 Março 2014 | 14h 21

O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, repudiou o acordo para a formação de uma chapa para concorrer com ele à reeleição e que traz de volta José Roberto Arruda e inclui Liliane Roriz, filha do ex-governador Joaquim Roriz. Tanto Arruda quanto Roriz deixaram seus cargos públicos por causa de denúncias de suspeita de corrupção.

"Isso é um horror. É a volta ao passado e a população jamais vai aceitar isso", declarou Agnelo Queiroz, em entrevista no Palácio do Planalto, após cerimônia de liberação de recursos para mobilidade urbana no Distrito Federal, na qual estava ao lado da presidente Dilma Rousseff.

Indagado se considerava que a chapa Arruda com Liliana Roriz era uma ameaça à sua reeleição, Agnelo Queiroz, reiterou: "Isso é um horror. Isso é o passado. É a página que o povo virou. É uma tragédia que a cidade viveu e jamais nosso povo vai aceitar isso".

Na cerimônia no Palácio do Planalto, a presidente Dilma tentou prestigiar Agnelo, oferecendo que ele fizesse discurso, representando os governadores das sete Unidades da Federação que estavam sendo beneficiadas com verbas para mobilidade urbana. No DF, Agnelo, do PT, concorre à reeleição, mantendo como vice Tadeu Fillipelli, do PMDB.

O ex-governador José Roberto Arruda, além de voltar com apoio do ex-governador Roriz, conta ainda com empenho de Luiz Estevão, senador cassado no escândalo de desvio de recursos do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo.