Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Doria diz que Alckmin vai crescer com campanha eleitoral na TV

Para ex-prefeito de São Paulo, pesquisas atuais retratam apenas o momento presente, sem a influência da televisão

Ricardo Leopoldo, O Estado de S.Paulo

15 Maio 2018 | 21h00

NOVA YORK - O ex-prefeito de São Paulo e pré-candidato do PSDB ao governo do Estado de São Paulo, João Doria, disse ao Estadão/Broadcast que a popularidade do pré-candidato do seu partido à presidência da República, Geraldo Alckmin, "pode e vai crescer" ao longo dos próximos meses. Na última pesquisa CNT/MDA divulgada na segunda-feira, 14, em uma das simulações Alckmin apresentava 8,1% da preferência do eleitorado.

+ Sem Lula, Bolsonaro lidera em todos os cenários, indica pesquisa

"A campanha é muito dinâmica e as coligações ainda não foram sequer apresentadas. Elas farão muita diferença neste processo, especialmente para um candidato de centro, como o governador Geraldo Alckmin", destacou Doria. "Essa será uma eleição que ainda será decidida pela campanha eleitoral na televisão. As pesquisas de hoje retratam apenas o momento de hoje, sem a influência da televisão."

Para João Doria, será muito importante para as eleições presidenciais, por conta do tempo de televisão, o candidato que tiver a melhor coligação. "Teremos segundo turno com Geraldo Alckmin. Sobre quem vai disputar com ele, prefiro não fazer prognóstico."

+ Avaliação positiva do governo Temer permanece em 4,3%

Ele fez os comentários antes da cerimônia de entrega do prêmio Personalidade do Ano para o juiz federal Sergio Moro e para o ex-prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, concedido pela Brazilian American Chamber of Commerce, em 2018. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.