1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Dilma venceria eleição no primeiro turno com 43,7% dos votos, indica CNT/MDA

Ricardo Brito - Agência Estado

18 Fevereiro 2014 | 11h 15

Na primeira pesquisa de 2014, Marina Silva continua a ser a adversária mais forte da presidente, com 20% das intenções

A presidente Dilma Rousseff aparece com 43,7% das intenções de voto na disputa presidencial contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), segundo pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT), divulgada nesta terça-feira, 18. O primeiro levantamento deste ano traz um cenário parecido se comparado à última pesquisa, de novembro do ano passado.

Segundo a pesquisa mais recente, Aécio ficaria em segundo colocado, com 17%, seguido por Campos, com 9,9%. Em novembro, a presidente receberia 43,5% das intenções de voto, contra 19,3% do tucano e 9,5% do pernambucano. Com esse resultado, Dilma seria reeleita no primeiro turno.

No cenário em que a ex-ministra Marina Silva (PSB) é apresentada como candidata, a vantagem de Dilma diminui e ela teria 40,7%. A ex-ministra ficaria em segundo, com 20,6%, seguida de Aécio, com 15,1%. Apesar da redução, a petista também venceria na primeira etapa do pleito.

Na pesquisa anterior, divulgada em novembro, Dilma também ganharia na primeira etapa considerando esse mesmo cenário. A presidente alcançava 43,5% das intenções de voto, enquanto a soma das intenções de voto dos presidentes do PSDB e do PSB chegava a 28,8%. Aécio teve 19,3% e Campos, 9,5% das intenções de voto.

O levantamento, realizado em parceria com o MDA Pesquisa, ouviu cerca de 2 mil pessoas, em 137 municípios, em 24 Estados, entre os dias 9 e 14 de fevereiro. A margem de erro é de 2,2 pontos porcentuais.

Segundo turno. De acordo com a CNT, Dilma também venceria todos os concorrentes num eventual segundo turno. Contra a ex-ministra Marina Silva (PSB), Dilma teria a menor vantagem: 44,6% contra 26,6% de Marina.

Contra Aécio, a presidente aparece com 46,6% contra 23,4% do tucano. Na disputa com Campos, a petista venceria com 48,6% contra 18%.

Os resultados praticamente repetem os porcentuais verificados em novembro. Naquele mês, Dilma venceria Marina com 45,3% dos votos contra 29,1% da ex-ministra. Contra o tucano, a presidente seria reeleita com 46,6%, contra 24,2%. Já Campos receberia 17,5% ante 49,2% de Dilma.