1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Dilma usa Facebook pela segunda vez para falar com internautas

Erich Decat, Elizabeth Lopes e Tânia Monteiro - O Estado de S.Paulo

08 Maio 2014 | 11h 49

Bate papo online faz parte da estratégia de aproximação da presidente com público jovem; nesta quinta, ela anunciou ampliação de programa educacional

BRASÍLIA - A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quinta-feira, 8, que pretende apresentar até o final deste mês o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) 2.0. Uma das vitrines de seu governo e de sua campanha à reeleição neste pleito, Dilma disse também que o Pronatec vai se tornar uma política de Estado "porque este programa é um dos pilares da política educacional de todo e qualquer país desenvolvido".

As afirmações foram feitas pela presidente em bate papo realizado com internautas na página oficial do Palácio do Planalto, no Facebook, cujo tema era o programa. A aproximação da presidente com o público nas redes sociais está dentro da estratégia traçada para a corrida ao Palácio do Planalto, principalmente depois de sua queda nas pesquisas de intenção de voto. O primeiro Face to Face de Dilma com internautas ocorreu na semana passada e teve como tema o Marco Civil da Internet. No Facebook, Dilma responde apenas sobre o tema proposto. Contudo, alguns internautas aproveitam para fazer críticas, brincadeiras e elogios.

"Dilma você vai perde pro bolsonaro vlw flw ", brincou o internauta Leonardo Leon, fazendo referência ao polêmico deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ). Em alguns posts, também houve críticas, como a do internauta Marcel Macedo: "Dilma, democratizar o ensino ao custo de sucatear o mesmo é o correto a se fazer? as federais estão sucateadas!!!". As provocações, no entanto, não foram respondidas.

Dilma respondeu ainda às indagações de vários internautas que demonstraram preocupação com o mercado de trabalho: "Hoje, a maioria das pessoas que se forma num curso do Pronatec encontra sua oportunidade de trabalhar. Sabe por quê? Primeiro, porque os cursos são feitos de acordo com as necessidades do mercado de trabalho da região. Depois, porque no Brasil, hoje, temos o menor nível de desemprego e, as empresas por isso mesmo têm uma grande demanda por mão de obra qualificada. Eu participei de várias formaturas, nelas, não só entregamos diplomas, mas também muitas pessoas estão assinando sua carteira de trabalho."

Pronatec. Segundo Dilma, a meta do Pronatec é atender 8 milhões de alunos em todo o País, até o momento já foram atendidos 6,8 milhões. "Nós pretendemos até o final do mês apresentar o Pronatec 2.0. Posso te adiantar uma informação: nesse novo Pronatec, devido a demandas que recebemos no primeiro, iremos também incluir cursos para melhorar a gestão de microempreendedores individuais e pequenos empresários", frisou a presidente.

O programa foi criado pelo governo federal, em 2011, com o objetivo de ampliar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica. E é uma de suas principais plataformas de campanha da petista na corrida para a reeleição.

O bate-papo com a presidente Dilma Rousseff no Facebook começou com mais de 20 minutos de atraso, o que levou alguns internautas a criticarem o fato, em posts publicados na página do Planalto. O Face to Face com internautas durou cerca de uma hora.