1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Dilma se compromete a transformar o Pronatec em programa de Estado

Beatriz Bulla, Carla Araújo e Luciana Nunes Leal - O Estado de S. Paulo

15 Abril 2014 | 16h 37

A uma plateia de estudantes do programa, em São Gonçalo (RJ), presidente destacou a importância de tornar permanente a política de investimento em ensino profissionalizante

São Paulo e Rio - Durante cerimônia de formatura do Pronatec em São Gonçalo (RJ), a presidente Dilma Rousseff voltou a destacar a importância de tornar o programa uma política permanente. "Assumo o compromisso de transformar o Pronatec em um programa de Estado", disse.

Ao discursar, Dilma assumiu o papel de mestre de cerimônias, para tentar cativar os cerca de mil estudantes presentes. Citou o nome de cada escola que tinha formandos e de cada município representado na solenidade de conclusão de cursos técnicos e de capacitação profissional.

Sem esquecer o discurso político, a presidente e candidata à reeleição destacou que, "no passado", era vedado ao governo federal investir em escolas técnicas. E que no seu governo, afirmou, foi tomada a decisão de investir em ensino profissionalizante. "Nenhum país, em nenhum lugar do mundo, virou desenvolvido sem ter educação técnica de qualidade", disse Dilma, que reiterou que um país com trabalhadores bem formados aumenta sua produtividade.

Dilma repetiu que há um "arco de forças" para possibilitar a formatura do Pronatec: a determinação dos alunos, o apoio da família e a parceria do governo federal com instituições e governos estaduais e municipais. Ela afirmou ainda que não só trabalhadores se beneficiam dos cursos do Pronatec, mas também pequenos e micro empreendedores.

A presidente destacou que já foram realizadas 6,3 milhões de matrículas, da meta inicial de 8 milhões. "Como é usual, disseram para nós: isso não vai dar certo", disse Dilma, que completou: "Não existe hipótese de temer o erro e de que não vai dar certo. Só erra quem trabalha e quem tenta. Por isso resolvemos correr todos os riscos para lutar pelos 8 milhões de matrícula".

Vaias. Inicialmente vaiado por parte alunos que recebiam diplomas de cursos técnicos, o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), fez um discurso de agradecimento à presidente Dilma Rousseff (PT) pelas parcerias do governo federal com o Estado fluminense e acabou aplaudido pela plateia.

Ao lado da presidente, Pezão afirmou que "se não fosse a senhora, o governo da senhora, não colheríamos os frutos que estamos colhendo. Agradecemos muito à senhora por sempre nos tratar com esse carinho, essa dedicação". O governador fez um discurso rápido para os alunos, que, em grande parte, já tinham vaiado o prefeito de São Gonçalo, Neílton Mulim (PR).

 

 

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo