Dilma prometeu visitar Bulgária em 2011, diz premiê

Em encontro ocorrido na tarde de hoje com o primeiro-ministro da Bulgária, Boyco Borissov, a presidente eleita, Dilma Rousseff, prometeu visitar o país europeu em 2011. O pleito de outubro no Brasil foi acompanhado com atenção pela população búlgara, que celebrou as raízes de Dilma (seu pai nasceu lá) e a eleição da primeira mulher presidente da história brasileira.

RAFAEL MORAES MOURA, Agência Estado

30 Dezembro 2010 | 19h33

"No ano que vem ela virá ao nosso país com certeza", disse Borissov, que conversou com a presidente eleita no Palácio do Itamaraty acompanhado do futuro ministro das Relações Exteriores, Antônio Patriota.

Segundo um dos auxiliares do primeiro ministro, a posse de Dilma será "o maior evento do ano" na Bulgária. O governo búlgaro presenteou Dilma com um quadro da árvore genealógica da família dela, desde 1840 até os dias de hoje.

Relações bilaterais

Brasil e Bulgária pretendem fomentar diálogo nas áreas de transporte e comunicações, informou o assessor da Presidência para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia.

O comércio bilateral é tímido. Até novembro, as exportações brasileiras para a Bulgária totalizaram R$ 103 milhões - basicamente, minério de cobre, açúcar de cana, fumo e café -, enquanto as importações provenientes da Bulgária - chapas de alumínio e fertilizantes - chegaram a R$ 37,4 milhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.