Dilma nega que haja atrasos graves nas obras do PAC

Ministra da Casa Civil afirmou que cumprimento do programa está normal em boa parte de municípios

Leonencio Nossa, da Agência Estado,

29 Outubro 2009 | 14h24

A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, afirmou que não há atrasos graves no cumprimento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Em entrevista ao programa "Bom dia, ministro", da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), ela afirmou que o cumprimento do cronograma está normal em boa parte dos municípios onde as obras estão sendo realizadas.

Veja também:

Dilma afirma que é preciso aprofundar políticas sociais

PAC na metade e promessa para 2011

O conteúdo da entrevista de Dilma está sendo divulgado pela Agência Brasil.

A uma pergunta sobre atrasos nas obras do PAC na Região Metropolitana de Porto Alegre (RS), a ministra respondeu: "Eu não concordo muito." Em seguida, citou como exemplo de obra que está andando de acordo com o cronograma a linha de trem urbano que ligará São Leopoldo a Novo Hamburgo.

Dilma reconheceu, no entanto, que há um problema nas obras de melhoria da rodovia BR 101. Segundo a ministra, no local em que estava previsto um túnel, foi encontrada "uma rocha muito dura" e, por isso, foi preciso refazer o contrato.

Ao responder a uma questão sobre as obras de saneamento em Brasília e cidades próximas, a ministra disse que as execuções estão em dia.

Sobre a construção do novo Aeroporto de Goiânia (GO), Dilma disse que o Ministério da Defesa teve que fazer nova licitação porque o Tribunal de Contas da União identificou "problemas".

Mais conteúdo sobre:
Dilma PAC Porto Alegre EBC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.