1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Eleições 2014

Dilma melhora no Nordeste e cai no Sul e Sudeste

DANIEL BRAMATTI - Agência Estado

11 Junho 2014 | 08h 38

O desgaste da presidente Dilma Rousseff não se manifesta em todas as regiões do País, segundo a pesquisa Ibope contratada pela União dos Vereadores do Estado de São Paulo, divulgada nessa terça-feira, 10. No Nordeste, ela até melhorou: sua taxa de intenção de votos passou de 52% para 58% desde maio.

No Sul, porém, a petista caiu de 39% para 31%, e ficou em situação de empate técnico com o pré-candidato do PSDB, Aécio Neves, que foi de 17% para 32%. No Sudeste, onde vivem quatro de cada dez eleitores, a preferência por Dilma caiu de 33% para 29%. Aécio ficou estável, ao oscilar de 24% para 25%, e Campos subiu de 8% para 13%.

Dilma ainda venceria no primeiro turno se dependesse da vontade dos moradores de municípios pequenos, com até 20 mil habitantes. Nessa faixa, ela tem 50% das preferências, e os adversários, somados, 35%. Nas cidades com mais de 100 mil habitantes, a realidade é outra: Dilma aparece com 32%, com apenas oito pontos de vantagem sobre seu adversário mais próximo, Aécio.

A avaliação do governo também vai pior nas regiões Sul e Sudeste, nas quais alcança 45% e 43%, respectivamente, de ruim e péssimo. No Nordeste, os que aprovam o governo são 46%.A pesquisa entrevistou 2002 pessoas em 142 municípios do País entre 4 e 7 de junho. O nível de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima é de 2 pontos porcentuais. O levantamento foi registrado sob o protocolo BR-00154/2014 no Tribunal Superior Eleitoral. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Eleições 2014