1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Dilma garante que não haverá racionamento de energia

CARLA ARAÚJO - Agência Estado

29 Maio 2014 | 00h 53

Em jantar com a comunidade judaica, na noite desta quarta-feira, em São Paulo, a presidente Dilma Rousseff garantiu aos empresários presentes no encontro que não haverá racionamento de energia no Brasil. "Foi muito enfática nesse ponto", afirmou João Dória, empresário que participou como convidado do evento.

Segundo Dória, a presidente teria dito que não poderia garantir da mesma forma que não haverá racionamento de água em São Paulo. "Ela fez uma colocação em relação a São Paulo de que São Paulo deverá ter racionamento de água", afirmou. "Certamente vai haver uma resposta do governador (Geraldo) Alckmin", disse.

O empresário foi um dos únicos a fazer perguntas à presidente. E teve um tom de crítica. "Perguntei sobre como ela reage em relação à credibilidade do Brasil no exterior, que é quase nenhuma" afirmou. Segundo Dória, a resposta de Dilma foi longa, com muitos números, mas "não apresentou de fato quais providências no plano econômico pretende adotar para melhorar esse sentimento". "Ela tem uma opinião contrária a esse sentimento dos investidores e das instituições que avaliam o rating", afirmou.

Dória afirmou ainda que dos três pré-candidatos que o empresariado já ouviu, o tucano Aécio Neves é o que tem "uma sintonia maior". "Até porque ele já definiu Armínio Fraga como seu formulador e o Armínio traz uma credibilidade mais substancial", opinou.

O jantar desta quarta-feira foi oferecido pelo presidente da Confederação Israelita do Brasil, o médico Claudio Lottenberg. Estiveram presentes cerca de 80 convidados, entre empresários, políticos e intelectuais.