1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Dilma: equipamentos dão mais autonomia a prefeitos

- Atualizado: 20 Março 2014 | 15h 49

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quinta-feira que as máquinas e equipamentos entregues a municípios "dão mais autonomia" a prefeitos. "O dinheiro das máquinas é de vocês, vocês não precisam me agradecer a doação", disse Dilma, ressaltando que as obras são realizadas essencialmente em municípios. A declaração foi dada em Marabá (PA), onde entrega máquinas a municípios do Estado e lança o edital Pedral do Lourenço, que permitirá a navegabilidade do Rio Tocantins durante todo o ano.

O objetivo da entrega de máquinas, de acordo com Dilma, é "dar cada vez mais autonomia à ação dos prefeitos", para que possam, entre outras coisas, fazer estradas vicinais, exemplificou a presidente. "Ano passado nós combinamos com todos os prefeitos que íamos repassar, para dar uma contribuição ao pagamento do que se chama custeio, R$ 1,5 bilhão em 2013 e R$ 1,5 bilhão em 2014 para todos os prefeitos, respeitando os critérios de distribuição existentes no País", disse Dilma. Ela anunciou que o repasse para ajudar as prefeituras com custeio começa a partir de abril.

Dilma citou ainda que, no período de sua gestão, foi realizado investimento de R$ 681 milhões em Marabá, em obras como pavimentação, saneamento, rodovias e linhas de transmissão de energia. Estas últimas, de acordo com a presidente, "são essenciais" e contribuem para que o País tenha "um sistema elétrico mais robusto".

A presidente Dilma destacou ainda que a hidrovia Araguaia-Tocantins "é a melhor logística possível" e resolve "uma das questões muito importantes para fazer o polo siderúrgico" no Pará. "Eu acompanhei toda a luta no governo do presidente Lula para que vocês tivessem siderurgia. Tem um requisito que a Vale sempre levantou: é preciso ter logística para fazer a integração", afirmou Dilma. "Nós estamos fazendo o primeiro grande movimento para viabilizar uma das mais importantes hidrovias do País", destacou. Ainda hoje, Dilma visita Imperatriz, no Maranhão, para inauguração de fábrica de celulose da Suzano.

Mais em PolíticaX