1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Dilma é refém da distribuição de cargos, diz Marina

ELIZABETH LOPES - Agência Estado

10 Março 2014 | 20h 13

A ex-senadora Marina Silva afirmou nesta segunda-feira, 10, ao comentar a crise envolvendo o Palácio do Planalto e o PMDB, que o governo da presidente Dilma Rousseff está refém de uma estratégia que não tem mais como ser colocada em prática na política brasileira: a governabilidade baseada na distribuição de cargos. Para Marina, que neste pleito está aliada ao governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), é preciso fazer uma mudança profunda no campo da governabilidade do País, com base em ideais e propostas.

Ao falar da atual crise, ela ironizou o governo, dizendo que não adianta criar mais de 30 ministérios e distribuir cargos, porque isso não resolve o problema de compor uma maioria no parlamento. "As alianças devem contemplar propostas e não cargos", reiterou. "Eu e Eduardo (Campos) não vamos compactuar com nenhum tipo de chantagem dentro do Congresso Nacional, vamos apoiar as coisas boas para o País sem que a governabilidade esteja em risco." A ex-senadora, que em 2010 disputou a Presidência da República, disse que naquele pleito já dizia que, se ganhasse as eleições, iria governar com as pessoas de bem de todos os partidos, incluindo também o PMDB. "As conversas devem ser feitas nessa base, com homens e mulheres de bem."