1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Dilma diz que é candidata mesmo sem apoio da base aliada

Francisco Carlos de Assis - Agência Estado

30 Abril 2014 | 09h 29

Em entrevista a rádios da Bahia, presidente afirma que movimento 'Volta, Lula' é normal e vai 'tocar em frente'

São Paulo - A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quarta-feira, 30, que gostaria de ter a base aliada próxima quando sair candidata à reeleição e que seguirá mesmo sem apoio. Questionada sobre o movimento "Volta, Lula", em entrevista a rádios da Bahia, onde cumpre agenda, ela afirmou que se trata de uma situação normal e que, em ano eleitoral, é possível que ocorram "todas as hipóteses que se pode conceber".

Ao comentar a manifestação de parlamentares do PR, nesta semana, que querem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como candidato do PT, Dilma respondeu: "Se não tiver o apoio da base (quando eu for candidata), toco em frente", afirmou.

Já na segunda-feira Dilma falou sobre o coro "Volta, Lula" e afirmou não se preocupar com a manifestação de representantes da base. "Ninguém vai me separar do Lula nem ele vai se separar de mim", disse. Há duas semanas, em entrevista a blogueiros, Lula também afirmou que não sairá candidato e reiterou seu apoio à reeleição de Dilma.

Ainda nesta manhã, Dilma participa da entrega de unidades habitacionais do programa "Minha Casa, Minha Vida", em Camaçari (BA). Nesta terça-feira, ela participou de eventos em Feira de Santana, no interior baiano.