1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Dilma diz que Brasil deixou de ser o País do futuro

RICARDO DELLA COLETTA, DAIENE CARDOSO E NIVALDO SOUZA - Agência Estado

17 Março 2014 | 12h 17

Em discurso de posse de seis novos ministros, a presidente Dilma Rousseff disse, na manhã desta segunda-feira, 17, em cerimônia no Palácio do Planalto, que o Brasil "deixou de ser o País do futuro" e que o povo se dá conta de quem está do seu lado. "O povo brasileiro é sábio e percebe quem está ao lado dele", disse.

Dilma pediu aos novos ministros empenho na execução de projetos em áreas sensíveis para o governo, como mobilidade urbana, alvo das manifestações de junho do ano passado. "Tenho certeza de que os novos ministros darão continuidade aos projetos dos antecessores", disse. "Tenho certeza de que 2014 será um ano de muitas realizações na agropecuária, na pesca, mobilidade urbana nas grandes cidades, pesquisa tecnológica e científica e na recepção calorosa a nossos turistas", afirmou.

A presidente destacou a área de agricultura, que será comandada por Neri Geller, antigo secretário de Política Agrícola da pasta, e comentou que está segura de que ele conduzirá o setor a novos recordes de produção.

Estabilidade

Dilma afirmou também disse que os seis ministros que deixam hoje o primeiro escalão do governo "contribuíram decisivamente para a construção e consolidação de um projeto de Brasil". Esse projeto, de acordo com a presidente, permitiu que o País diminuísse a desigualdade e construísse um mercado interno de massa.

A presidente também afirmou que o Brasil manteve os "fundamentos macroeconômicos" e que o País tem hoje, "diante de um quadro que começa a melhorar internacionalmente, uma situação de estabilidade". (Colaborou Rafael Moraes Moura)