1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Dilma deve se encontrar com líderes no MST na quinta, diz Carvalho

Erich Decat - Agência Estado

12 Fevereiro 2014 | 18h 32

Ministro-chefe da Secretaria-geral da Presidência se encontrou com líderes do movimento nesta quarta e afirmou que presidente deve recebê-los pela manhã

Brasília - O secretário-geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, disse nesta quarta-feira, 12, que um encontro com a presidente Dilma Rousseff com líderes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) deve ocorrer nesta quinta às 9h. A presidente não presenciou as manifestações nesta tarde, pois estava no Palácio da Alvorada, sua residência oficial.

Integrantes do movimento deixaram a Praça dos Três Poderes após realizarem uma série de protestos em frente ao Palácio do Planalto. Antes de deixarem o local, os representantes do movimento dos sem-terra deixaram algumas barracas de lona preta montadas na Praça. A marcha até o Palácio, segundo integrantes da Polícia Militar contou com cerca de 15 mil pessoas.

De acordo com os militares, as manifestações ocorreram de forma ordeira até a Praça dos Três Poderes. No local, no entanto, houve um início de tumulto após confronto entre alguns manifestantes e policiais militares. Segundo o coronel da Polícia Militar, Florisvaldo Ferreira Cesar, 22 militares ficaram feridos no confronto e um integrante do movimento foi detido.

Questionado se houve algum receio de invasão do Palácio do Planalto, Cesar respondeu: "No momento que eles fizeram acordo com a Segurança Pública de respeitar os limites da segurança e romperam, a gente não sabe o que esperar". Segundo ele, ao todo 400 policiais militares acompanham a marcha. Deste total, 250 estão localizados na Praça dos Três Poderes.