Assine o Estadão
assine

Política

Brasília

Dilma deve cancelar viagem aos EUA e impedir que Temer assuma a Presidência temporariamente

Nesta terça-feira, o PMDB anunciou o rompimento da aliança com o governo Dilma

0

Isadora Peron,
O Estado de S.Paulo

29 Março 2016 | 17h19

Brasília - A presidente Dilma Rousseff não deve viajar para Washington na quinta-feira, 31, onde participaria da 4ª Cúpula Sobre Segurança Nuclear.

Até o momento, não há uma confirmação oficial sobre o cancelamento da viagem, mas auxiliares da presidente afirmam que, com o avanço do processo do impeachment na Câmara, ela não quer se ausentar do governo nas próximas semanas.

A decisão de não ir aos Estados Unidos também evita que o vice-presidente Michel Temer assuma a Presidência dois dias depois de o seu partido, o PMDB, decidir romper com o governo. Segundo a Constituição, quando o presidente viaja para fora do Brasil, quem fica no seu lugar é o vice.

Nesta terça, o PMDB aprovou o desembarque da base aliada por aclamação. Durante o ato, que durou menos de cinco minutos, os peemedebistas gritavam "Fora PT" e ¨Temer presidente". Temer, que assume a Presidência caso haja o impeachment, não compareceu ao evento.

Comentários