1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Dilma defende Mais Médicos em discurso no Pará

BEATRIZ BULLA E LUÍS LIMA - Agência Estado

20 Março 2014 | 15h 44

A presidente Dilma Rousseff afirmou, em discurso em Marabá (PA), que sabe da "qualidade do atendimento que está sendo dado à população brasileira" por meio do programa Mais Médicos. A presidente também agradeceu a todos os médicos participantes do programa que vieram do exterior, especialmente aos cubanos.

Em defesa do programa, a presidente disse ainda que não pode esperar pela formação de médicos para cuidar da população, e, se fizesse isso, seria inepta. "Uma obra até pode esperar um pouco. Eu passo os dias brigando para obra não esperar, mas eu tenho que passar todos os minutos da minha vida como presidente para que o povo brasileiro não espere", disse.

Dilma acrescentou que, pelos cálculos da Organização Mundial de Saúde (OMS) e da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), o número de profissionais dentro do programa no País alcançará 13.225 em abril. "Teremos coberto de forma efetiva 46 milhões de brasileiros, de uma população de 200 milhões", disse.

Em seguida, a presidente reforçou a importância da educação para o desenvolvimento do País. Dilma disse que seu governo e de Lula terão elevado para as classes médias 42 milhões de pessoas. "Mas é um fato que temos de garantir que isso se perenize, se eternize e se mantenha de forma sustentável. E só tem um jeito: educação, educação e mais educação.