Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Política

Política » Dilma analisa nomes que vão fazer parte do novo 'Conselhão'

Política

André Dusek|Estadão

Dilma analisa nomes que vão fazer parte do novo 'Conselhão'

O ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, apresentou à presidente uma lista com 90 nomes; taxa de renovação deve ficar em torno de 50%

0

Isadora Peron,
O Estado de S.Paulo

11 Janeiro 2016 | 19h48

BRASÍLIA - O ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, apresentou à presidente Dilma Rousseff nesta segunda-feira, 11, uma lista de 90 nomes que deverão fazer parte da nova formação do Conselho de Desenvolvimento Econômico, conhecido como Conselhão.

Somente após o aval de Dilma, o ministro vai fazer os convites oficiais aos integrantes. A primeira reunião do colegiado está marcada para o próximo dia 28. Segundo uma fonte da Casa Civil, a taxa de renovação deve ficar em torno dos 50%.

Empresários como Jorge Gerdau, Luiz Carlos Trabuco e Luiza Trajano vão continuar fazendo parte do grupo, que terá a difícil missão de ajudar o governo a encontrar soluções para a crise e elaborar medidas para que o País possa voltar a crescer.

Na semana passada, Gerdau esteve em Brasília para uma reunião com o novo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa. Após o encontro, declarou que estaria presente na primeira reunião do novo grupo.

Além de quadros importantes do PIB brasileiro, farão parte do colegiado representantes de sindicatos, como a Central Única dos Trabalhadores (CUT), e de entidades como a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Criado em 2003 durante o primeiro mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Conselhão não teve a mesma importância sob o governo Dilma e se reuniu pela última vez em julho de 2014.

Na era Lula, porém, o grupo foi responsável pela elaboração de medidas importantes para que a crise econômica mundial de 2008 não atingisse o País em cheio. Uma das soluções adotadas pelo petista na época, a de promover políticas anticíclicas de aquecimento da economia, foi elaborada com ajuda do colegiado.

Comentários