Dilma afirma que Quércia foi expoente da resistência

A presidente eleita Dilma Rousseff (PT) informou no começo desta tarde, através de nota oficial, que foi com pesar que recebeu a notícia da morte do ex-governador e presidente do PMDB paulista Orestes Quércia. "São Paulo e o Brasil vão se lembrar dele como um expoente da resistência democrática, um governador de muitas realizações e um defensor do desenvolvimento do País. Em todas as circunstâncias, foi um lutador", diz a presidente eleita no comunicado.

EQUIPE AE, Agência Estado

24 Dezembro 2010 | 12h53

Mais conteúdo sobre:
morte Quércia câncer Dilma

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.