Desvios no Ministério do Turismo chegam a R$ 115 mi

Pelo menos R$ 115 milhões de dinheiro público liberado pelo governo para a realização de eventos a partir de emendas parlamentares foram desviados, indica análise preliminar de prestação de contas de convênios feita pelo Ministério do Turismo, responsável pelo repasse. A devolução do dinheiro já é cobrada pela pasta.

AE, Agência Estado

10 Dezembro 2010 | 09h13

O valor do desvio, apurado por levantamento a que o jornal O Estado de S. Paulo teve acesso, corresponde a 16% dos gastos autorizados para a realização de eventos que deveriam estimular o "fluxo turístico" no País, entre 2004 e 2009. A promoção de eventos atraiu a atenção crescente de emendas parlamentares nesse período e, segundo reportagens, estimulou a proliferação de entidades fantasmas para desviar verbas da União.

A análise do Ministério do Turismo está limitada, por ora, a 3.300 prestações de contas avaliadas neste ano, as quais passarão por uma segunda análise, em decorrência das novas denúncias. Parte do dinheiro repassado não teve a aplicação devidamente justificada e seu uso foi classificado de "indevido". Segundo o ministério, dos R$ 115 milhões desviados, R$ 47,2 já foram devolvidos e quase R$ 68 milhões ainda passam por processo de cobrança. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mais conteúdo sobre:
denúncia institutos emendas desvio Turismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.