Derrotado no 1º turno, Eduardo Paes declara que não tentou influenciar no processo eleitoral

Atual prefeito votou sozinho, diferentemente do primeiro turno, quando compareceu para votar acompanhado da família para tentar eleger o seu candidato, Pedro Paulo (PMDB)

Constança Rezende, O Estado de S. Paulo

30 Outubro 2016 | 12h41

Rio - Derrotado no primeiro turno, o prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), votou em São Conrado, zona sul da capital fluminense, sem avisar previamente a imprensa.

Paes votou sozinho, diferentemente do primeiro turno, quando compareceu para votar acompanhado da família para tentar eleger o seu candidato, Pedro Paulo (PMDB). O candidato do PMDB e ex-secretário, porém, não foi para o segundo turno.

"Busquei nesse segundo turno me recolher um pouco mais, respeitar a decisão do eleitor, não influenciar no processo eleitoral. Não fiz campanha para nenhum dos dois candidatos, não dei opiniões ", disse Paes.

Ele falou rapidamente com repórteres que deram plantão no local. Não posou para votos, nem revelou em quem votou. "O voto é secreto", argumentou.

 

Mais conteúdo sobre:
Eduardo Paes PMDB Pedro Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.