Alex Ferreira/Agênca Câmara
Alex Ferreira/Agênca Câmara

Deputado federal publica vídeo em defesa da intervenção militar

Cabo Daciolo (PTdoB-RJ) disse que 'a pior ditadura que podemos enfrentar é a que enfrentamos hoje, da falsa democracia'

O Estado de S.Paulo

21 Setembro 2017 | 19h33

SÃO PAULO - A fala do general do Exército Antonio Hamilton Martins Mourão, que defendeu na última semana a possibilidade de uma intervenção militar diante da crise enfrentada pelo País, continua repercutindo. Após o general e ex-comandante brasileiro de tropas no Haiti Augusto Heleno sair em defesa de Mourão, foi a vez do deputado federal Cabo Daciolo (PTdoB-RJ) apoiar a intervenção militar. 

Em vídeo publicado em sua página oficial no Facebook nesta quinta-feira, 21, o deputado manifesta seu apoio ao general Mourão. “Quero deixar aqui o meu apoio ao senhor, general. Conta conosco, nós estamos juntos. Não estamos pedindo uma ditadura, estamos falando de um governo provisório. Tira os corruptos, os bandidos, que estão colocando sobre o povo uma carga muito pesada”, afirmou.

Daciolo reiterou ainda que falar de intervenção militar não é pedir ditadura militar. “A pior ditadura que nós podemos enfrentar é que enfrentamos hoje, da falsa democracia”.

Mourão, que atualmente ocupa o cargo de Secretário de Economia e Finanças do Exército, em outubro de 2015 já ficou no centro de outra polêmica, quando criticou o governo petista e a então presidente, Dilma Rousseff. Ele perdeu, com isso, a chefia do Comando Militar do Sul – Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.Também em 2015, o Daciolo foi expulso do PSOL por fazer declarações e fazer projetos com viés religioso. Na época, ele apresentou uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC). A proposta queria acrescentar a afirmação de que “todo o poder emana de Deus” dentro da Constituição.  

Mais conteúdo sobre:
Cabo Daciolo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.