1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Mensalão mineiro

Deputado do castelo deve assumir mandato de Azeredo

Eduardo Bresciani - O Estado de S. Paulo

19 Fevereiro 2014 | 12h 30

Primeiro suplente é prefeito e não deve ocupar vaga. Edmar Moreira, conhecido por usar notas frias para receber dinheiro da Câmara, será convocado

Conhecido como deputado do castelo, Edmar Moreira (PTB-MG) deve assumir o mandato de Eduardo Azeredo (PSDB-MG) na Câmara. Azeredo vai renunciar ao mandato nesta tarde após a Procuradoria Geral da República sugerir 22 anos de prisão por seu envolvimento no mensalão mineiro. O caso está no Supremo (STF), mas com a renúncia poderá descer para a primeira instância e, consequentemente, caminhar para a prescrição.

O primeiro suplente que será chamado é Rui Adriano (PSDB-MG). Como é prefeito de Montes Claros, ele não assumirá. Com isso, Edmar Moreira será convocado.

Moreira ganhou notoriedade pela posse de um castelo em São João Nepomuceno, no interior mineiro. Acusado de usar notas de uma empresa de sua propriedade para receber dinheiro da Câmara, ele deixou em 2009 o cargo de corregedor da Casa. Em 2010 se candidatou pelo PR, mas ficou apenas na suplência. Agora, deverá cumprir o restante do mandato de Azeredo

Mensalão mineiro