1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Deputado diz que Temer manteve para o dia 29 reunião que decidirá se PMDB deixa governo

- Atualizado: 22 Março 2016 | 21h 07

Encontro corria o risco de ser adiado para 12 de abril por pressão de peemedebistas ligados ao governo no Senado e na Câmara, além de ministros que resistem a deixar seus cargos

BRASÍLIA - Deputados do PMDB que integram a ala oposicionista do partido estiveram no início da noite desta terça-feira, 22, no Palácio do Jaburu, residência oficial da Vice-Presidência, para conversar com Michel Temer. Pediram que ele não adiasse a reunião do diretório nacional do partido, marcada para o dia 29, que decidirá sobre o desembarque da legenda do governo.

O vice-presidente Michel Temer (PMDB-SP)
O vice-presidente Michel Temer (PMDB-SP)

O encontro corria o risco de ser adiado para 12 de abril por pressão de peemedebistas ligados ao governo no Senado e na Câmara, além de ministros que resistem a deixar seus cargos.

De acordo com os parlamentares, Temer decidiu manter a reunião para a próxima terça-feira. A comitiva de deputados foi em seguida para o Senado comunicar a decisão ao presidente da Casa, o também peemedebista Renan Calheiros.

"Colocamos a completa inviabilidade do adiamento. Ele (Michel) manteve a marcação para o dia 29", afirmou o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), um dos integrantes do grupo. 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em PolíticaX