1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Deputado abre mão de candidatura a vice da Câmara em favor de Chinaglia

ERICH DECAT - Agência Estado

06 Maio 2014 | 18h 16

Paulo Teixeira anuncia decisão após reunião com líder do governo, apontado como solução de consenso; medida isola Luiz Sérgio

Brasília - O deputado Paulo Teixeira (PT-SP) informou na tarde desta terça-feira, 6, que abriu mão da candidatura à vice-presidência da Câmara em favor do líder do governo, Arlindo Chinaglia (PT-SP). A decisão foi tomada após encontro entre os dois e parte da bancada do PT na Câmara, que indicará ainda nesta terça o nome que vai ocupar o cargo deixado pelo deputado licenciado André Vargas (sem partido-PR).

A reunião também contou com a presença dos deputados petistas Odair Cunha (MG), o ex-presidente da Câmara Marco Maia (RS), Henrique Fontana (RS) e Pepe Vargas (RS). A iniciativa de Teixeira visa isolar a candidatura do deputado Luiz Sérgio, defendida por parte dos integrantes da corrente Construindo um Novo Brasil (CNB).

Antes do encontro, Chinaglia afirmou que "é verdade que tenho apoio, mas tenho que tomar cuidado", disse, numa referência ao fato de que, num passado recente, foi um dos principais articuladores de uma aliança dentro do partido que levou à derrota de integrantes do CNB na Câmara.

Chinaglia faz parte do grupo que estava unido em torno da candidatura de Paulo Teixeira (PT-SP), também postulante à vaga de vice-presidente da Câmara.

Reuniões. Até a tarde desta terça-feira, os nomes cogitados eram os do deputado Luiz Sérgio (PT-RJ), Paulo Teixeira (PT-SP) e José Guimarães (CE). Ao longo do dia, várias reuniões são realizadas entre representantes das diferentes correntes do partido no Legislativo.

Após encontro com Guimarães, ex-líder do PT, o deputado Odair Cunha (PT-MG) disse que o grupo deles, Construindo um Novo Brasil (CNB), trabalha para chegar a um consenso em torno do nome de Chinaglia. "É uma questão de perfil. Ele conta com apoio de parte do CNB", afirmou.

Uma reunião da bancada para definir a indicação deve ocorrer ainda nesta terça na Câmara. Após a escolha, o nome vai para votação em plenário.