Gibran Mendes/CUT/Twitter
Gibran Mendes/CUT/Twitter

Delegado da PF ataca acampamento Lula Livre e destrói aparelhos de som

Gastão Schefer neto, que é ex-presidente da Associação dos Delegados da Polícia Federal do Paraná e suplente na bancada do PR, na Câmara Federal,  faz diversos ataques virtuais ao PT e a Lula em suas redes sociais

Julio Cesar Lima, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

04 Maio 2018 | 16h27

CURITIBA - O delegado da Polícia Federal Gastão Schefer Neto atacou e destruiu equipamentos  de som do acampamento Lula Livre, no bairro Santa Cândida, em Curitiba na manhã desta sexta-feira, 4.  Segundo testemunhas, o ataque ocorreu depois que Gastão invadiu a área restrita do acampamento, composto por apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso na Superintendência da PF. 

A Polícia Federal no Paraná deve aguardar alguma manifestação da Polícia Civil para tomar providências contra o delegado. "Essa foi uma situação de uma pessoa, fora das atividades da Polícia Federal, vamos aguardar algum encaminhamento da Polícia Civil antes de tomar alguma medida diante do que aconteceu", informou a assessoria da PF.

O ataque ocorreu próximo das 9h30, no momento em que os apoiadores davam o tradicional "bom dia" ao ex-presidente Lula.  Gastão, que é ex-presidente da Associação dos Delegados da Polícia Federal do Paraná e suplente na bancada do PR, na Câmara Federal,  faz diversos ataques virtuais ao PT e a Lula em suas redes sociais.

A deputada Márcia Lia  prometeu fazer um Boletim de Ocorrência sobre o ataque. Após o ataque, Gastão foi escoltado pela PM até a sede da PF enquanto filmava o acampamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.