Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Política

Política » Datena desiste de disputar Prefeitura e diz que vai sair do PP

Política

PAULO PINTO|ESTADÃO

Datena desiste de disputar Prefeitura e diz que vai sair do PP

Apresentador anuncia decisão um dia após reportagem do 'Estado' sobre propina de R$ 358 milhões ao partido

0

Ana Fernandes,
O Estado de S. Paulo

18 Janeiro 2016 | 14h24

Atualizada às 14h37

O apresentador José Luiz Datena disse nesta segunda-feira, 18, que desistiu de disputar a Prefeitura de São Paulo pelo PP e que vai se desfiliar do partido, no qual havia ingressado no ano passado. "Não posso permanecer em um partido que tomou mais de R$ 300 milhões da Petrobrás", afirmou o jornalista em seu programa diário na rádio Bradesco Esportes FM, que pertence ao Grupo Bandeirantes.

Datena deu a declaração um dia após o Estado publicar reportagem, na manchete da edição de domingo, que mostrou que a Procuradoria-Geral da República estima em R$ 358 milhões o total de propinas obtidas pelo PP entre 2006 e 2014, a partir do esquema de corrupção na Petrobrás. O dado consta de denúncia apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal contra o deputado Nelson Meurer (PP-PR). Parte dos valores desviados foi acobertada por doações oficiais de campanha, segundo a Operação Lava Jato. O PP, como mostrou a reportagem, é o primeiro partido a ter seu esquema de corrupção e financiamento ilegal devassado pela força-tarefa.

Outro motivo citado por Datena para desistir da pré-candidatura a prefeito e da permanência no PP é a hipótese de realização de prévias para definir o nome do partido na eleição paulistana. Segundo nota publicada pelo jornal Folha de S. Paulo, o deputado e ex-prefeito Paulo Maluf, que em 2012 celebrou o apoio da sigla ao petista Fernando Haddad, quer disputar a indicação da legenda ao cargo. "Jamais disputaria uma prévia eleitoral com (Paulo) Maluf. Preferia uma disputa com o Marcola (Marcos Herbas Camacho, principal líder do PCC)."

Depois do programa, em entrevista ao Broadcast Político, da Agência Estado, Datena confirmou a intenção de deixar o PP. "Diante das novas notícias de corrupção, me senti pouco à vontade para continuar como candidato pelo PP", afirmou. "Saio do partido e não entro mais em partido nenhum. Não quero mais saber de política, pelo menos até que eu ache legal, necessário e factível voltar. Prefiro ficar de fora porque a coisa está muito pior do que eu pensava, vou ficar fora desse lamaçal, não é pra mim."

O apresentador disse que avisou o deputado estadual Antonio Olim, a quem chama de 'irmão', da sua decisão, nesta manhã. Olim foi quem levou Datena para o PP, com o intuito de fazê-lo candidato a prefeito.

Questionado pelo Broadcast Político se notícias anteriores envolvendo suspeitas de desvios na legenda já não o incomodavam, Datena se defendeu dizendo que nunca foram tão claras como agora. "Não quero dizer que sou a freira que entrou na boate, mas sou mais freira que imaginava", argumentou.

O apresentador também comentou a hipótese de que poderia ter de disputar prévias com o ex-prefeito do PP. "Ouvi que o Maluf estaria interessado na Prefeitura e, honestamente, não vou disputar convenção com o Maluf. Aliás, do jeito que anda corrupto o cenário nacional, o Maluf seria o candidato perfeito para o PP."

Ouça o anúncio feito pelo apresentador em seu programa diário na rádio Bradesco Esportes FM:

Comentários